Notícia

O que esperar do Cloud Computing até 2020?

O que esperar do Cloud Computing até 2020?
A Gartner, Inc. – renomada organização de pesquisa e consultoria mundial – calculou que a evolução do cloud computing até 2020 afetará mais de US$ 1 trilhão em despesas de TI. De acordo com relatório publicado em 2016 pela empresa, a computação em nuvem se tornará cada vez mais um produto, ou melhor, uma solução de TI de tipo híbrido, o que já é visível para 2017 em boa parte das empresas do setor.

Segundo Ed Anderson, Vice Presidente de Pesquisa da Gartner, o mercado de serviços em nuvem cresceu tanto que agora uma parte notável do gasto total de TI, está ajudando a criar uma nova geração de startups e provedores nascidos na nuvem. Para o VP da Gartner, além de disruptivas, as estratégias de cloud computing são a base para permanecer relevante em um mundo acelerado.
O gasto de TI está mudando constantemente das ofertas tradicionais para serviços em nuvem (cloud shift). A quantidade agregada de cloud shift é estimada em US$ 216 bilhões para 2020 (US$ 111 bilhões em 2016). As taxas de cloud shift são determinadas pela comparação de gastos de TI em serviços na nuvem com serviços tradicionais nas mesmas categorias de mercado (ver Tabela 1).


Tabela 1. Resumo do Cloud Shift por Segmento de Mercado (Gartner - Julho/2016)
Oportunidade de Negócio Segmento de Mercado Tamanho Total do Mercado em 2016 Cloud Shift Total em 2016 Taxas de Cloud Shift até 2020
Terceirização de Processos de Negócios BPaaS US$ 119 bilhões US$ 42 bilhões 43%
Programas Aplicativos SaaS US$ 144 bilhões US$ 36 bilhões 37%
Programas Aplicativos em Infraestrutura PaaS US$ 177 bilhões US$ 11 bilhões 10%
Infraestrutura de Sistemas IaaS US$ 294 bilhões US$ 22 bilhões 17%
BPaaS (business process as a service) = processos de negócios como serviço
IaaS (infrastructure as a service) = infraestrutura como serviço
PaaS (platform as a service) = plataforma como serviço
SaaS (software as a service) = software como serviço
 
 
Além dos efeitos diretos da migração para nuvem, muitos mercados serão afetados indiretamente como o agronegócio, medicina, logística, entre outros indiretamente. Identificar efeitos indiretos pode ajudar os gerentes de ativos e compras de TI a garantir que eles estão obtendo o melhor valor de novas despesas e estão protegidos contra riscos, além de ajudá-los a explorar as novas oportunidades provocadas pela computação na nuvem. Como exemplo, o armazenamento de dados em nuvem (Big Data) com posterior utilização de Data Analytics a fim de identificar informações relevantes para a tomada de decisão, é um processo que tem se tornado cada vez mais frequente na última década e seus resultados demonstram que é possível agregar valor a partir da arquitetura de serviços e dados em nuvem.

"À medida que as organizações perseguem uma nova arquitetura de TI e filosofia operacional, elas se preparam para novas oportunidades em negócios digitais, incluindo soluções de TI de próxima geração, como a Internet das Coisas", disse Anderson. "Além disso, as organizações que adotam modelos operacionais dinâmicos e baseados na nuvem se posicionam melhor para otimização de custos e aumento da competitividade".

 
Fonte: Gartner, Inc. "Market Insight: Cloud Shift - The Transition of IT Spending from Traditional Systems to Cloud"
  • Enviado por: Marketing & Communication